O Palmeiras está de volta a uma final da CONMEBOL Libertadores após 20 anos! Um dos clubes brasileiros com mais participações na história da Copa (20), o Verdão, campeão em 1999, buscará o bicampeonato na decisão de 30 de janeiro, contra Santos ou Boca Juniors, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Foi no sofrimento! Após vencer a ida por 3 a 0, o time da casa viu o River reagiu no primeiro tempo, em sua arena, e fazer 2 a 0, com Rojas e Borré. A emoção durou até o fim, após um gol e um penal anulado pelo VAR que poderiam aumentar a vantagem argentina em São Paulo.

É a quinta final dos palmeirenses na Libertadores. A última, em 2000, terminou nos pênaltis com o título do Boca, no Morumbi. O Palmeiras venceu o Deportivo Cali em 1999 e perdeu as decisões de 1961, para o Peñarol, e de 1968, para o Estudiantes.

Melhor ataque da edição 2020, com 32 gols, o Alviverde já bateu o seu recorde de bolas na rede em um edição, superando justamente 2000. O Palmeiras é o clube brasileiro com mais vitórias (107), mais vitórias fora de casa (40) e mais gols (362) na história.

Foi a oitava vez que o clube de Palestra Itália disputou uma semifinal, tendo agora avançado para a final em cinco oportunidades.

Abel Ferreira, pela primeira vez disputando a Libertadores, pode tornar-se o terceiro técnico europeu campeão, o segundo português (Jorge Jesus foi o primeiro na última edição).

A final será às 17h do dia 30, um sábado, sem público, por conta da pandemia de Covid-19. É a segunda Final Única da história: a primeira foi vencida pelo Flamengo, em Lima, diante do River Plate, em 2019 (2 a 1).