Verdão fez história ao bater a equipe de Marcelo Gallardo por 3-0 fora de casa na ida da semifinal da CONMEBOL Libertadores.

O Palmeiras colocou a noite de 5 de janeiro de 2021 na história da CONMEBOL Libertadores. O Verdão bateu o poderoso River Plate-ARG de Marcelo Gallardo por 3 a 0, em Buenos Aires, pelo jogo de ida da semifinal da Copa. Os gols foram de Rony, Luiz Adriano e Viña. Assim, a equipe brasileira pode até perder por dois gols de diferença na volta que estará classificada para a Final Única do Maracanã, no dia 30 de janeiro.

Para se ter ideia do feito da equipe brasileira, foi apenas a terceira vez na história que o River foi derrotado por três ou mais gols de diferença em sua casa na Libertadores. A primeira vez foi em 1973, no 4-0 para o San Lorenzo, e a outra, em 1982, no 3-0 para o Flamengo de Zico.

A vitória arrasadora fez o torcedor palmeirense lembrar da semifinal de 1999, quando o Verdão também bateu o River por 3-0, só que em casa, no antigo Palestra Itália. Naquela ocasião, a equipe carimbou a vaga para a final e abriu caminho para atingir a Glória Eterna pela primeira vez.

O Palmeiras construiu a vitória histórica com uma consciência tática muito aplicada pelo técnico português Abel Ferreira, com uma linha de cinco na fase defensiva e uma saída rápida nos contra-ataques. Teve menos a bola do que o consagrado River de Gallardo, mas foi efetivo quando chegou ao ataque, inclusive finalizando mais. Tudo ficou pior para os argentinos quando Carrascal foi expulso, ao atingir Gabriel Menino, no segundo tempo.

Menino, aliás, fez uma partida gigante, assim como os outros garotos palmeirenses, Danilo e Patrick de Paula. Curiosamente, nenhum deles era nascido quando o Palmeiras derrotou o River em 1999. Desta vez, escreveram a história.

O jogo de volta será nesta terça-feira (12) na casa do Palmeiras. O River precisa vencer por 3-0 para levar para os pênaltis ou qualquer outro placar por três ou mais gols de diferença para avançar direto.