Com vitória por 3 a 0 na ida, Verdão pode até perder por dois gols de diferença para ir à quinta final da Copa.

Terça-feira é dia de a CONMEBOL Libertadores 2020 conhecer o seu primeiro finalista. Com a vantagem obtida pela histórica vitória por 3 a 0 na Argentina, o Palmeiras recebe o River Plate em sua arena, em São Paulo, às 21h30. O classificado estará na Final Única de 30 de janeiro, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

O Palmeiras garante a vaga até com uma derrota por dois gols de diferença. Ao River, resta devolver a goleada: 3 a 0 leva a disputa aos pênaltis, enquanto que placares como 4 a 1, 5 a 2, etc, classificam os argentinos por conta dos gols marcados fora de casa. A partida terá transmissão do SBT e da CONMEBOL TV.

Palmeiras e River farão o quarto duelo dos clubes na história da Libertadores, o segundo na casa palmeirense. Na mesma fase, em 1999, ano do titulo do Verdão, os brasileiros venceram a volta por 3 a 0. Na Argentina, o River venceu a ida há 21 anos e foi derrotado na semana passada.

Em 60 edições da Copa, o Palmeiras passou de fase em 10 das 11 vezes em que venceu a ida num mata-mata – a única eliminação foi em 2019, quando bateu o Grêmio fora por 1 a 0 e perdeu a volta (2 a 1) pelas quartas. O River foi derrotado na ida apenas duas vezes por 3 a 0: avançou em uma, em 2017, quando deu o troco no Jorge Wilstermann (BOL) em casa por 8 a 0, nas oitavas de final, sob o comando do mesmo Marcelo Gallardo.

Arbitragem: Esteban Ostojich, do Uruguai, apita a partida, auxiliado pelo compatriotas Richard Trinidad e Martin Soppi. O VAR ficará a cargo do colombiano Nicolás Gallo.

Campanha do Palmeiras: invicto, é o dono do melhor ataque da Libertadores 2020, com 32 gols em 11 jogos. Conquistou nove vitórias e dois empates. O Alviverde está invicto em casa, onde fez 21 gols e sofreu apenas um nesta edição da Copa.

Campanha do River Plate: o time argentino tem o segundo melhor ataque da Copa, com 31 gols em 11 partidas. A equipe de Marcelo Gallardo conquistou sete vitórias, dois empates e sofreu duas derrotas.